Casa de Darei, a Magia do Tempo no Coração do Dão

A primeira abordagem: desbravando o inverno do Dão.

Janeiro pode ser uma época complicada para visitar vinícolas no hemisfério norte. As videiras estão no seu soninho anual e quem trabalha muito na vinha o ano todo além do enoturismo no verão, aproveita para tirar alguns dias de folga. O nevoeiro matinal, a chuva e o frio também não ajudam.

DSC06808
O Dão no inverno.

Mas como sou determinada, ano passado estava em Portugal a trabalho e parti com minha fiel GPS (a Mafalda) pelas estradinhas sinuosas. No fim, ela sinalizou que havia chegado ao meu destino e só vi um muro! Enfim, decidi explorar, enveredei por uma estradinha de terra e a única coisa que encontrei foram olhares céticos de algumas vacas. E um lamaçal. O carro atolou, consegui voltar, procurei uma via alternativa e não achei o que buscava, o Solar de Darei. Mas achei o rio Dão. Como tenho uma promessa de pôr os pés nos principais rios de Portugal, tentei fazê-lo. BBBrrrrrrrrrr. O vento e o frio mal deixavam eu me aproximar da água. Mas molhei a mão e fui embora, esperando retornar um dia.

DSC07031
Olhar de “Não te conheço, mas acho que não gosto de você”.
DSC07029
Momento em que você confia no GPS. Desconfiando…

 

DSC06940
Mãozinha no Rio Dão porque pezinho, nem pensar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como dizem por aí: a terceira é a vencedora!

Finalmente, em junho deste ano, eu tive oportunidade de conhecer esta propriedade muito especial e seus vinhos vigorosos. E a surpresa foi maior que a esperada.

O Solar

Este casarão centenário comprado em 1997 pela família Ruivo, foi inteiramente restaurado usando materiais similares ao da época. Tudo reproduzido metodicamente, num trabalho que durou 7 anos e envolveu praticamente todos os membros da família.

DSC09331
Casarão principal do Solar de Darei.
DSC09330
Casa de hóspedes.

 

 

 

 

 

Porém o mais legal é que eles não fizeram tudo isso só para a família. Darei é hoje um aconchegante e charmoso hotel rural. Você pode se hospedar num dos quartos da propriedade principal ou alugar a casa de hóspedes.

DSC09367
Charme, conforto numa viagem no tempo.
DSC09363
O casarão é cercado por paisagens deslumbrantes.
DSC09362
Um convite para relaxar e contemplar….

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além da hospitalidade portuguesa, em Darei você também pode desfrutar da boa gastronomia lusitana, tudo dentro de um clima muito rústico e ao mesmo tempo elegante. Cada cantinho da casa tem algo especial.

DSC09361
Repare na moldura desta porta!
DSC09350
Porém as vestes da confraria revelam a verdadeira vocação do patriarca da família.

DSC09349

 

 

 

É nas verdadeiras relíquias espalhadas pelo solar, que o transformam quase que num pequeno museu que vemos a verdadeira vocação de Darei e de seus proprietários: o vinho. Autêntico vinho do Dão.

DSC09358 DSC09357
DSC09347

 

 

 

O Lagar de Darei

Por isso seguimos pelo assoalho de madeira, buscando o piso de pedra que vai nos indicar a proximidade da adega para por fim descobrir o segredo do vinho de Darei.

DSC09340
Atrás destas grossas paredes de pedras a magia acontece.

DSC09337

 

 

 

 

 

Aqui, a pisa é a tradicional portuguesa. A pé, no lagar de pedra, por mais ou menos 10 dias com temperatura controlada por cerca de 22 graus, buscando a melhor extração de aromas e sabores deste terroir que vamos em breve explorar.

DSC09335
O lagar de Darei.
DSC09343
Os tesouros da casa ….

 

 

 

 

 

 

 

As vinhas

Neste apego de preservar o melhor do passado, utilizando a ciência do presente, o cultivo das vinhas de Darei segue orientação orgânica, assunto sobre o qual temos falado muito. Um exemplo se vê na manutenção das vinhas: as ervas são parte do vinhedo, têm seu papel de forração. Ocasionalmente, são cortadas e servem de alimentos ovelhas criadas por ali perto.

DSC09318 DSC09317

 

 

 

 

O solo de granito arenoso, típico desta região, o vento e a insolação protegem da humidade do rio e da vasta vegetação, criando um microclima que de certa forma ajuda na proteção contra doenças.

Aliás a falta de humidade é tanta, especialmente de maio a julho que Darei desenvolveu um estudo com a Universidade de Viseu para monitorar a humidade do solo e assim regulam a rega para não atrasar a colheita.

DSC09325 DSC09324

 

 

 

 

Mas vamos aos vinhos

Desde já me desculpo por alguns rótulo que não estão atualizados. A vinícola os estava trocando na época da visita e eu preferi manter as fotos originais. Um detalhe interessante: o recorte que se vê nos rótulos é a silhueta do Rio Dão. Muito bacana!

1. Branco Private Selection 2012
Um corte de Encruzado, Malvasia Fina, Cerceal, Bical, Verdelho e Arinto. Fermentação feita em balseiros grandes de madeira, cerca de 40% do vinho, depois cerca de 10% do vinho estagia 2 meses em carvalho francês novo. O vinho revela, assim, aromas florais com um toque de madeira. Na boca, frutas brancas, complexo, mineral e uma boa acidez fazem deste um vinho muito gastronômico.
DSC09353

2. Reserva 2011
Elaborado com Touriga Nacional, Jaen, Tinta Roriz e Alfrocheiro. Aromas de fruta preta madura. Na boca acrescenta toques de cacau e especiarias.

DSC09355

3. Sem Abrigo 2011
Também elaborado com Touriga Nacional, Jaen, Tinta Roriz e Alfrocheiro. Sem estágio em madeira, com pisa a pé em lagar e envelhecido por 18 meses em cuba de cimento. Frutas vermelhas e toques herbáceos bem equilibrados.

DSC09354

4. José 2004
Mesmo corte dos anteriores, pois assim se trabalham as casta aqui. Deste não tenho fotos do rótulo, pois é uma recente homenagem ao patriarca da Casa de Darei e ao 15 anos da primeira vindima. Aromas de fruta vermelha madura, notas de cacau, especiarias e um balsâmico fresco muito interessante. Mostra a capacidade de envelhecimento dos vinhos do Dão e sua inegável elegância.

E nos despedimos de vocês, deixando convite para que venham ao Solar de Darei, desfrutem desta casa histórica e conheçam esta jóia do Dão, bem como seus vinhos.

DSC09370
A cozinha restaurada à perfeição.
DSC09371
Uma pausa no tempo cria este ambiente rústico e aconchegante.

Um comentário sobre “Casa de Darei, a Magia do Tempo no Coração do Dão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s